A Certificação de pessoas e de empresas
é um catalizador de mudança!
 
 
_Produção Normativa
 
 

A actividade normativa - em conformidade com os preceitos europeus de funcionamento - tem um carácter benévolo e gratuito e vive fundamentalmente do entusiasmo e da dedicação daqueles que pretendem ver o seu sector profissional evoluir no sentido da modernidade, da disciplina e da melhoria da sua qualidade técnica.

Esta actividade desenvolvida no seio da APIRAC, desde Julho de 1998, radica no trabalho desenvolvido pelos (neste momento) cerca de 20 peritos que constituem a Comissão Técnica de Normalização CT56, “Frio e Ar Condicionado”.

Após ter assumido perante o IPQ - Instituto Português da Qualidade, a responsabilidade de ser ONS (Organismo de Normalização Sectorial) nos campos do Frio e do Ar Condicionado, estruturou as subcomissões necessárias no âmbito da CT-56, Comissão Técnica Portuguesa de Normalização "Frio e Ar Condicionado", para produzir documentos normativos.

Apesar de ser a única existente no âmbito do ONS-APIRAC, integra 6 subcomissões:

Subcomissão 1 – Frio Industrial
Subcomissão 2 – Frio Doméstico
Subcomissão 3 – Frio Comercial
Subcomissão 4 – Transportes Frigoríficos
Subcomissão 5 – Ventilações de Edifícios
Subcomissão 6 – Qualidade do Ar Interior

As actividades desenvolvidas no ONS-APIRAC correspondem às que são tratadas nos Comités Técnicos do CEN (Comité Europeu de Normalização) e da ISO (International Standard Organization) a seguir apresentados:

CENTC 44     Household Refrigerated Appliances and Commercial refrigerated Cabinets
CENTC 107   Prefabricated District Heating Pipe Systems; Convenors
CENTC 110   Heat Exchangers
CENTC 113   Heat Pumps
CENTC 156   Ventilation for Buildings
CENTC 182   Refrigerating Systems and Heat Pumps; Safety and Environmental Requirements
ISOTC 86       Refrigeration.

Desde que a APIRAC está qualificada como Organismo de Normalização Sectorial, foram já entregues no IPQ para publicação, 24 novas normas portuguesas (NPEN´s), estando ao dispor dos associados para consulta, na APIRAC. Os trabalhos desenvolvidos até hoje pela CT56 foram efectivamente produzidos nas seguintes áreas:

CENTC 182 6 documentos.
CENTC 156 6 documentos.
CENTC 113 5 documentos.

Normas - Os Trabalhos Realizados pelo ONS-APIRAC
i) Relativos a "Permutadores de Calor"

NPEN 307      Guia para preparação das instruções de instalação, operação e manutenção exigidas para garantia do desempenho de todos os tipos de permutadores de calor.
NPEN 1048    Arrefecedores de líquido por convecção forçada de ar “arrefecedores secos” – Procedimento de ensaio para estabelecimento do desempenho.
NPEN 1148    Permutadores de calor água-água para aquecimento urbano. Procedimentos de ensaios para estabelecimento do desempenho.
NPEN 1216    Baterias de circulação forçada de ar para arrefecimento e para aquecimento - Procedimento de ensaio para estabelecimento do desempenho.
NPEN 1397    Ventiloconvectores a água - Procedimento de ensaio para estabelecimento do desempenho.

ii) Relativos a Ventilação de Edifícios"

NPEN 1505    Condutas metálicas com secção rectangular. Dimensões.
NPEN 1506    Condutas metálicas com secção circular. Dimensões.
NPEN 1751    Dispositivos terminais. Ensaio aerodinâmico de registos e válvulas.
CR 1752         Ventilação de edifícios. Critério de projecto para qualidade do ar interior.
NPEN 1886    Unidades de tratamento de ar. Desempenho mecânico.
NPEN 12236  Ventilação de edifícios. Suportes e sduspensões de condutas. Requisitos para a resistência mecânica.
NPEN 12237  Ventilação de edifícios. Sistemas de condutas. Resistência e estanquidade de condutas metálicas circulares
NPEN 13180 Ventilação de Edifícios – Condutas – Dimensões e requisitos mecânicos para condutas flexíveis.

iii) Relativos a "Sistemas Frigoríficos e Bombas de Calor"

NPEN 378-1   Requisitos de segurança e protecção ambiental. Parte 1: Requisitos básicos, definições, classificação e critérios de escolha.
NPEN 378-2   Requisitos de segurança e protecção ambiental. Parte 2: Projecto, construção, ensaios, marcação e documentação.
NPEN 378-3   Requisitos de segurança e protecção ambiental. Parte 3: Montagem no local e protecção de pessoas.
NPEN 378-4   Requisitos de segurança e protecção ambiental. Parte 4: Funcionamento, manutenção, reparações e recuperação de fluidos.
NPEN 1861    Diagramas esquemáticos de sistemas, tubagens e aparelhos. Configuração e símbolos.
NPEN 12263 Diapositivos interruptores de segurança para limitação da pressão. Requisitos e ensaios.
EN 13313       Sistemas frigoríficos e bombas de calor - Competência do pessoal.
EN 12178       Sistemas frigoríficos e bombas de calor. Dispositivos indicadores de nível de líquido. Requisitos, ensaios e marcação.
EN 12284       Sistemas frigoríficos e bombas de calor. Válvulas. Requisitos, ensaios e marcação.
NPEN 14276-2   Sistemas frigoríficos e bombas de calor. Equipamentos sob pressão para sistemas frigoríficos e bombas de calor. Parte 2: Tubagens. Requisitos gerais.
EN 14511-1    Aparelhos de ar condicionado, de arrefecimento de líquidos e bombas de calor, com compressor accionado por motor eléctrico, para aquecimento e arrefecimento - Parte 1: Termos e definições.
EN 14511-2    Aparelhos de ar condicionado, de arrefecimento de líquidos e bombas de calor, com compressor accionado por motor eléctrico, para aquecimento e arrefecimento - Parte 2: Condições de ensaio.
EN 14511-3    Aparelhos de ar condicionado, de arrefecimento de líquidos e bombas de calor, com compressor accionado por motor eléctrico, para aquecimento e arrefecimento – Parte 3: Métodos de ensaio.
EN 14511-4    Aparelhos de ar condicionado, de arrefecimento de líquidos e bombas de calor, com compressor accionado por motor eléctrico, para aquecimento e arrefecimento – Parte 4: Requisitos.

iiii) Relativos a "Transportes Frigoríficos"

NP 1524         Transportes terrestes de produtos perecíveis. Características, classificação e utilização.

Como fazer parte da CT56?

Poderá fazer parte da Comissão Técnica de Normalização qualquer profissional do sector, bastando-lhe manifestar pessoalmente essa intenção junto do Secretariado do ONS. Após análise interna a nível da Comissão e confirmação da adequabilidade e do perfil profissional do interessado, este será colocado, logo que possível, numa das vagas periodicamente disponíveis.

Haja, assim, bom espírito para dar o melhor de si em prol duma causa em que acreditamos que vale a pena...
 
CENTERM - Centro Tecnológico para a Indústria Térmica, Energia e Ambiente Morada: Rua José Estêvão nr. 74-76 | 1150-203 LISBOA Tel 308 807 357   e-mail: centerm@centerm.pt


Propriedade: CENTERM 2011 | Desenvolvido por: Sofia Sequeira